domingo, 16 de agosto de 2015

Babá Onişegun redimensionando o destino

Acreditamos no terreiro como uma agência promotora de saúde com métodos próprios que podem estar associados ou não com a biomedicina. Isso ocorre, principalmente, nos Terreiros que respeitam o aşé e a Tradição dos Onişegun e Oogun (medicina e magia). Os Onişegun do passado e do presente deixaram esses fundamentos guardados a 7 roncos em seus sabaji.
Somos defensores que o grande “plus” do Terreiro, aquele que tem um bom “olhador”, não é simplesmente curar doenças e nem as prevenir, mas, sim, ter ação preditiva penetrando no aspecto de osogbo do odu pessoal. Ou seja, você olha a mesa de jogo (Ifá) e diz a predisposição que cada sujeito que acorre ao terreiro pode ter para desenvolver essa ou aquela doença.
Após a predição, entra o segundo aspecto que é preventivo. Isto é, dizer à pessoa o que deve ou não deve fazer para evitar as doenças do corpo, do sobrenatural e do social. Sendo possível demonstrar a todos com casos resolvidos positivamente que temos, sacerdotes e sacerdotisas do Candomblé, a oferecer à Sociedade em geral.
Devo muito ao meu Babá que era Onişegun, aliás, sendo filho de Airá que, por ter origem às árvores, se relaciona muito com Aroni, Aaja e iwin e Oşanin, assim como Osanyin. Em tempo. Aceitamos a medicina e sua tecnologia, mas ela só sabe tratar o que vê e mesmo assim os efeitos e não as causas. Algo que deveria ser corriqueiro nos Terreiros pois tem sabedoria para tal.
Mas o que é isso, predição (prever) e a prevenção? São processos que devem ser iniciados o mais cedo possível para benefício da pessoa. Por exemplo, quando do nascimento onde é possível trabalhar a placenta, afinal a última nada mais é do que o próprio bará Orun do indivíduo.
Dito de outra forma, é como se todos nós tivéssemos um código do Orişá Genitor Divino manifesto no genoma do indivíduo. Dentro de poucas semanas vamos discutir isso na Academia, em evento promovido pela Unicamp com a presença de vários sacerdotes.
Imaginem só, amigo e amiga leitora de nosso blog. Nós do Candomblé discriminados e com a pecha de primitivo tratando dessa maneira a Sociedade abrangente. Isso pode representar muitas coisas positivas para o nosso povo de santo. Afinal, nós das Tradições dos Orişá, Inkisi e Vodun temos métodos próprios de entender o equilíbrio do indivíduo consigo mesmo e com o universo sendo o Aşé o fator decisivo e cuja fonte principal é a divindade, ou seja, o Orişá.

Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá
Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico
Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”
Publicação 641

Nenhum comentário:

Postar um comentário