domingo, 10 de maio de 2015

FTU em Portugal!

Sempre que podemos falamos sobre a FTU – Faculdade de Teologia com ênfase em Religiões Afro-brasileiras. Existente há exatos 11 anos, a faculdade exerce sua função em discutir os fundamentos da teologia afro-brasileira à luz da diversidade plural desse campo religioso. Três aspectos alicerçam a conduta da nossa instituição: ensino de excelência, pesquisa e extensão por meio do acesso à comunidade.
Nesta semana, dois de nossos filhos de santo cumprem seu papel como membros ativos de uma casa de santo e como acadêmicos: estão coordenando um Grupo de Trabalho (GT) intitulado Geografia das Religiões nos Países Lusófonos no I Congresso Lusófono Internacional de Ciência das Religiões. O congresso está sendo realizado em Lisboa entre 09 e 13 de maio. Eles estão levante avante e propiciando espaço para a ampliação de pesquisas de qualidade na teologia afro-brasileira.
Durante muitos anos o espaço teológico afro-brasileiro era inexiste. Cabiam aos antropólogos, sociólogos e mesmo teólogos de outras confessionalidades produzir conteúdo afro-brasileiro sem conhecimento de causa, sem o olhar de quem pisa nos terreiros cotidianamente. Com o surgimento da FTU foi possível a construção de um espaço físico, espaço no campo teológico, na sociedade civil para que as discussões fossem aprofundadas e para que as religiões afro-brasileiras adquirissem sua isonomia perante as demais. Pela porta educacional, as religiões afro-brasileiras conquistaram autonomia e podem, hoje, falar delas próprias com sustentáculo acadêmico. É uma oportunidade de refinar o conhecimento intrarreligioso ao mesmo tempo que os laços de pertencimento e identidade afro-brasileira podem também ser revisitados e fortificados.
Por isso, estamos felizes e honrados pela participação de nossos filhos de santo Yabauara (João Luiz Carneiro), Vivekara (Yuri Tavares) como coordenadores do GT e pelo diálogo aberto que eles têm realizado com outros pesquisadores e religiosos fora do Brasil. Feliz também por nosso filho e professor da FTU que também está apresentando seu trabalho José Vuscovivh.
Estamos igualmente felizes com a participação de alunos da FTU que se deslocaram para Lisboa para apresentarem seu primeiro trabalho acadêmico em um evento internacional: Jaime, Ricardo de Paula e Rita de Cássia. Eles que convivem diariamente na instituição, sabem das dificuldades e preconceitos existentes com as religiões afro-brasileiras e, talvez até por isso, por defendê-las e por sentirem a força e importância do debate acadêmico, resolveram submeter e apresentar seus trabalhos em outro país. Nosso respeito pela convicção de vocês! Por viverem a vida acadêmica com um ideal forte de visibilidade e respeito aos fundamentos da teologia afro-brasileira!
Abaixo seguem algumas fotos do evento!
Axé!!


Obs: Clique na foto para ampliar




  












Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá
Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico
Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”
Publicação 618

Nenhum comentário:

Postar um comentário