quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Ile Oka 7 Estradas local de encontro do povo de axé

Dia 27 de janeiro realizamos mais um toque no Ilê Oka Sete Estradas. Lá fazemos nossos toques de Candomblé de Caboclo. O Ilê recebeu mais uma vez várias pessoas, mas contamos com a presença do Babalorisa Galotti de Airá e de sua esposa. A presença dos dois muito nos honrou. É sempre motivo de alegria e honra receber Babás e Iyás em nossos Ilês. O povo do santo junto reforça e compartilha ainda mais o axé!
Abaixo, as palavras de Yalorisa Maria Elise Ti Ogodô, sobre algumas das experiências vivenciadas ontem.
Axé!

Axé aos irmãos e irmãs de santo!
Ontem tivemos a felicidade de assistir um diálogo sui generis. O diálogo de nosso Babalorisa  Rivas Ti Ogyian e o Babalorisa Galotti Ti Airá que nos visitou no Ilê Oká 7 Estradas. O primeiro diálogo foi travado com o próprio corpo sem voz alguma, mas pleno e consonante com o Orixá. Por meio da dança nos falamos, nos encontramos e pudemos expressar nossa devoção ao Orixá Xangô e aos demais Orixás. Um momento de plenitude e alegria sem igual. Num segundo momento, nosso Babá trava um diálogo, uma verdadeira troca de vivência e conhecimento daqueles que vivem no santo. Ali naquele instante exalava a voz das experiências.
Para nós que temos discutido a Doutrina de Ifá foi um verdadeiro deleite, pois pudemos ouvir sobre como os sacerdotes podem e interferem por meio da predição, prevenção e cura (tratamento) os mais diversos casos. Falaram sobre o uso da terapia do santo desde um ebó até um bori. Além de demonstrar um processo ético entre ambos onde os dois falavam e os dois ouviam em respeito ao conhecimento de ambos. Enfim eu vi e ouvi ontem com muita felicidade esse encontro sui geniris.
Axé
 Yalorisa Maria Elise Ti Ogodô


Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá
Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico
Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”
Publicação 589

Um comentário:

  1. Baba Galotti Ty Ayrá29 de janeiro de 2015 22:17

    Venho em meu nome e de minha esposa, agradecer publicamente a recepção que foi dispensada a nós em visita ao Ilê Oká 7 Estradas, pelo Pai Rivas e todos os seus filhos de Santo. Presenciamos e participamos de momentos que nos levaram a emoção por relembrarmos cantigas, danças que há muito não ouvimos, executadas com maestria pelos Ogãs, no Candomblé de Caboclos.Mas, após todo esse processo somado a Força (Axé) dos Caboclos, onde nossas energias foram renovadas, tive o privilégio de poder no final dos trabalhos aumentar ainda mais minhas experiencias com as sabias colocações do Babá Rivas sobre sua visão espiritual-científica. Espero poder ter a oportunidade de estar presente outras vezes, para aprender mais. Motumbá!!!

    ResponderExcluir