quinta-feira, 6 de junho de 2013

RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS - FILOSOFIA DAS MASSAS E PRECONCEITO




Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá

Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico

Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”

Publicação 362

Um comentário:

  1. Neste post nosso mestre fala sobre a filosofia das massas e o preconceito, ao ouvir suas palavras percebemos que na maioria das vezes somos manipulados por uma mídia elitista e lideranças religiosas que nos querem fazer subservientes.
    Hoje podemos na mídia televisiva, na mídia impressa e também em trabalhos ditos acadêmicos, ver uma enxurrada de informações sobre índios e em especial sobre negros, que são peças basilares das religiões afro brasileiras, serem exaltados e podemos perceber claramente que esta exaltação apresenta-se como a reelaboração de uma lógica destinada a assegurar a continuidade da dominação.
    Com certeza não queremos mais este presente e futuro para nós, queremos sim a liberdade no pensar e no agir, queremos igualdade com responsabilidade para todos, queremos construir caminhos que levem a libertação deste status quo que só favoreceu a poucos em detrimento da grande massa das religião afro brasileiras.
    Mas é melhor deixar nosso mestre falar e aprender com ele!
    Ygbere

    ResponderExcluir