quinta-feira, 26 de julho de 2012

A INICIAÇÃO E A BOA RELAÇÃO ENTRE MESTRE E DISCIPULO


Ao adentrar no processo de iniciação nas Religiões Afro-brasileiras, os filhos espirituais criam certas expectativas naturais para quem inicia um novo projeto de vida. A iniciação nas Religiões Afro-brasileiras visa um processo de reestruturação espiritual, mental e sentimental no indivíduo e, portanto, não é um caminho tão comum como muitos podem imaginar.
Infelizmente, a visão reduzida que muitos tem acerca das religiões afro-brasileiras partiu do que foi escrito pela antropologia e sociologia desde o início do século passado. Os vários rituais que foram descritos são apenas uma parte ínfima do que acontece em um processo de iniciação.
É natural que as pessoas imaginem coisas e criem expectativas mas o iniciante deve procurar ficar sereno pois o pai de santo sabe como orientar esse processo. Toda vez que escrevemos sobre isso é impossível não relembrar da nossa própria caminhada, como nossos vários mestres e que culminou com aquele que me alçoou ao encontro dos ancestrais, W.W.da Matta e Silva, com quem tive a honra de viver 18 anos.
Sempre tive respeito pela figura ímpar de Mestre Yapacani, pessoa honesta, simples, cujas características passei a querer também para minha pessoa. Nunca vi a Iniciação como degrau para poder porque sempre a entendi como algo transcendente, algo de extrema redenção espiritual.
Tive a felicidade de receber vários presentes de Mestre Yapacani, visíveis e invisíveis. Um deles que muito me marcou foi quando recebi sua visita em meu templo quando tinha 33 anos e ele me ofertou os sinais que Pai Guiné havia riscado em perfeita incorporação nele em 1946. Foi um grande presente e que só fui entender em dezembro de 1987 quando Pai Guiné fez um ritual de transmissão da raiz, tornando-me Mestre de Iniciação de 7º grau 3º ciclo, sucessor de sua Linhagem. Tal tarefa que me foi delegada eu honro todos os dias na certeza e convicção de que o mundo espiritual ordena e orienta pelo bem de todos.
Nunca pedi nada a Mestre Yapacani, mas posso dizer hoje que só é bom mestre aquele que foi um bom discípulo. E mais, um mestre não se faz de mãos vazias, mas com muito trabalho e realizações pelo coletivo. Uma dessas realizações foi a criação da 1ª Faculdade de Teologia com ênfase nas Religiões Afro-brasileiras.
Agradeço a todos os meus discípulos que entendem e participam ativamente desta tarefa inovadora. A todos luz na mente e paz no coração!
Dedico todas as realizações a Mestre Yapacani e ao Astral de nossa Linhagem.Axé!

Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá
Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico
Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”
Publicação 273

Nenhum comentário:

Postar um comentário