segunda-feira, 8 de agosto de 2011

As Religiões Afro-brasileiras: A Sabedoria construída na Tradição Oral

O que se sabe de “alguma coisa”, se só se sabe dessa “alguma coisa”? Praticamente nada, pois, como compará-la, estudá-la num círculo fechado de concepções restritas?

Nos textos precedentes discutiu-se de forma enfática e sublinhada que se vive num universo de verdades restritas imersas em incertezas irrestritas, ou seja, algumas verdades num mundo de incertezas.

O discurso apresentado, pode-se supor, está sendo levado à metafísica ou ontologia, pois como explicar verdades restritas mergulhadas em incertezas irrestritas? Não se está derivando para a metafísica, e como comprovação demonstra-se o infra.

O pensamento tomado como idéia, pode manifestar-se na palavra inarticulada (no interior de cada indivíduo) e na palavra articulada, ambas, porém, podem manifestar-se na grafia (escrita).

Partindo-se da premissa que a primeira manifestação ou roupagem do pensamento é a palavra, o vídeo apresentado nesta publicação discute as qualidades e vantagens da Tradição Oral, mormente nas Tradições das Religiões afro-brasileiras, que optaram pela Tradição Oral não por faltar competência, ciência ou habilidade para tal, mas reitera-se, por escolha de tal método.

Espera-se alcançar os objetivos gerais, quais sejam, discutir de forma ampla o tema, que claro, não se tentou torná-lo ortodoxo. Que a visualização do vídeo possa proporcionar um amplo e alto nível de discussão. Axé!



Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá

Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico

Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”

Publicação 171

4 comentários:

  1. A oralidade é considerada o principal meio de comunicação humana. O uso da escrita é uma invenção recente. A forma de comunicação inicial dos homens era da conjugação mão/face, que deixa de ser apenas usada na alimentação e passa a ser elemento de expressão. Esta coordenação, que se exprime no gesto como apoio a palavra, irá se repetir na escrita como transcrição dos sons da voz (LEROI-GOURHAN - 1990). A arqueologia estabelece o surgimento dos primeiros indícios da utilização de um sistema linear de escrita em 3.500 a.C. na Mesopotâmia. Os grafismos mais antigos encontra-se em cavernas com datação de 35.000 anos ( Altamira na Espanha e Lascaux na França)...
    O Pai Rivas - Mestre Arapiagha, propõe que o pensamento tomado como idéia, pode manifestar-se na palavra inarticulada (interior do indivíduo) e manifestar-se na escrita, diz ainda que a primeira manifestação ou roupagem do pensamento é a palavra. A partir deste momento o assunto em questão toma um novo rumo, pois o "Cogitus ergo sun" abre o tema para discussões profícuas.

    ResponderExcluir
  2. O que seria esta perspectiva aporética da teologia com ênfase em Religiões Afro-brasileiras?
    O presente vídeo entrega uma contribuição muito importante para a compreensão deste processo!
    Ao evocar a lógica do terceiro excluído e como ela pode ser superada pela percepção de realidades superiores que projetam os elementos para o plano seguinte, aproximamos duas tradições tantas vezes tratadas como concorrentes: Tradição Oral e Tradição Escrita.
    A Tradição Escrita atua a partir de seu próprio plano. Exemplo evidente é a revelação, afinal trata-se de uma verdade criada no plano natural sem interações gradativas. Do transcendente, sem etapas, surge A Verdade.
    Já a Tradição Oral funciona basicamente como processos contínuos de manifestação de realidades de planos sutis para outros concretos. O exemplo do pensamento até a fala e dela para a escrita é perfeito.
    Ou seja, mesmo reconhecendo lógicas diferentes, a tradição escrita e oral possuem o ser humano como ponto de convergência e a manifestação do pensamento como instrumento comum.
    Como é bom refletir sobre isto! Um vídeo que vale a pena assistir e rever muitas vezes...

    Axé Babá Mi!
    Yabauara

    ResponderExcluir
  3. Ygbere, Yabaura, belas colocações a respeido do video de nosso Mestre, entendo a tradição oral como transmissão careada de profundos significados é a palavra cantada, cheia de nuances, acentos, é a prosódia, cantinela despertadora do espirito

    ResponderExcluir
  4. Um ótimo tema para diversas discussões futuras, pois a tradição oral nas religiões afro-brasileiras, foi e tem sido o instrumento usado para difundir suas manifestações e ensinamentos.
    A tradição oral e a escrita precisam e devem andar em conjunto, para que possam convergir num único propósito, qual seja, a demonstração in loco do que sendo abstrato, passa a ser visto, lido e compreendido não só pelo espírito, mas pelo homem. Essa é a evolução. O que pensamos e dizemos, traduz-se na escrita.

    Axé

    ResponderExcluir