quinta-feira, 30 de junho de 2011

Manifesto dos filhos de santo de Pai Rivas – Sobre a Iniciação

Atendendo ao pedido de nossos filhos de santo, divulgamos o manifesto abaixo que foi construído por eles tendo como base o vídeo que disponibilizamos na última publicação. O mesmo pode ser acessado neste link: http://sacerdotemedico.blogspot.com/2011/06/pais-e-maes-de-santo-os-bastioes-da.html

Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá

Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico

Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”

Publicação 160

Manifesto dos filhos de santo de Pai Rivas – Sobre a Iniciação

Ao nosso Mestre de Iniciação Arhapiagha – Pai Rivas,

Sua Benção, Pai Rivas (Axé Babá Mi)!

Todos nós que somos seus filhos espirituais, assistimos à recente publicação veiculada no Blog Espiritualidade e Ciência intitulada “Pais e Mães de Santo – Os Bastiões da Tradição Oral”. Esta publicação nos tocou fundo à alma e, neste sentido, pedimos agô ao senhor para externar coletivamente nossa opinião sobre os assuntos abordados. Se possível, pedimos a gentileza de dar publicidade no mesmo meio onde acessamos o conteúdo, ou seja, o Blog Espiritualidade e Ciência.

À Sociedade Civil como um todo,

Especialmente, aos irmãos das Religiões Afro-brasileiras,

Aprendemos com Pai Rivas que para acessar a Espiritualidade, vivenciando o Sagrado em sua plenitude nas Religiões Afro-brasileiras, é necessário construir uma profícua relação entre nós (filhos de santo) e nosso Pai de Santo (sacerdote). Pai Rivas não é apenas Iniciado do nosso avô espiritual, é também sucessor e detentor da Raiz da Escola de Síntese. Portanto, Pai Rivas para nós é a própria Tradição, é a porta e a chave para entrarmos em nós mesmos, afinal optamos livremente em segui-Lo.

A Iniciação nas Religiões Afro-brasileiras não existe sem pai espiritual e sem terreiro. Não basta falar, é preciso fazer, viver e ser. Aprendemos isto com o nosso pai de santo desde sempre. A Iniciação também não é algo esquizofrenógeno, não está limitado em pequenos setores da vida, pelo contrário, está em todos. De igual forma, as Religiões Afro-brasileiras atuam em todas as instâncias do espírito formando uma grande e verdadeira família espiritual.

Pai Rivas está preocupado com esta grande família planetária dos dois lados: o mundo dos vivos e dos mais vivos. Não privilegia o parentesco consanguíneo em relação ao terreiro ou vice-versa. Afinal, um sacerdote com mais de 400 filhos de santo que cuida realmente de todos respeitando o momento de cada um ensina pelo exemplo o que é valorizar e auxiliar indistintamente.

Não são apenas de palavras que a Iniciação vive, mas de trabalho e resultados que nos beneficiam em diversos níveis: individual, coletivo e espiritual. Nosso Pai de Santo possui as mãos cheias de frutos, todos conquistados com Espírito, Alma e Verdade. Conceitos chavões como caridade, no que pese respeitarmos quem os adota, não se aplicam a este estilo de vida. Ao estilo de vida do povo do santo.

Pensamos em felicidade hoje e sempre, a começar agora sem restrições consanguíneas ou sociais. Nosso discipulado é calcado na inclusão total a começar pela espiritual. Por isto que em nossa Escola vivenciamos as diversas linguagens das Religiões Afro-brasileiras tanto nos aspectos universais como regionais sem criar pseudo-relações elitistas. As julgamos falsas, porque para o Astral Superior não existem privilegiados.

Este respeito incondicional que Pai Rivas possui em relação ao nosso ângulo de interpretação e iniciação, retribuímos com trabalho e serviço à causa Dele que é a mesma das Religiões Afro-brasileiras. Assim está calcada a nossa visão ética.

Filhos de Santo de Pai Rivas

Ps: A lista dos signatários deste Manifesto está disponível na sede da instituição, localizada na Av. Santa Catarina, 400 – São Paulo – SP.

61 comentários:

  1. Sua Bênção, Mestre! Apesar da distância física, quero assinar com meus Irmãos este manisfesto.
    Axé, Baba Mi!
    Tashirenanda

    ResponderExcluir
  2. Em todos esses anos de convivência com meu Mestre, muita coisa aprendi, as mais importantes com certeza, foram a liberdade de pensar, sentir e principalmente agir,neste tempo constitui varias familias, uma sob o teto do meu lar, esposa amada, filhos queridos e para mim tão caros. Outra de irmãos de fé, força e vontade, na minha casa espiritual, mais outra onde fortaleci meus laços a dos meus pais, irmãos e familiares queridos, e talvez a mais importante a familia universal, amigos do santo e dos encantos, povo excluido e vilependiado pelas diferenças sociais, verdadeiramente é a minha gente.
    Então eu agradeço todos os dias a oportunidade que o mundo espiritual me proporcionou, que é o convivio com o meu Mestre, que me ensinou a ser o que sou, nem mais nem menos, ser o que sou, ter um mote, me empenhar em ser uma pessoa de carater, aprendi a trabalhar, e por Zambi como é bom.
    Agora outra coisa que apreendi com o meu Mestre é ser e me empenhar em ser coerente, não se utilizar de subterfugios e não ser omisso em relação as minhas responsabilidades.
    Por isso sou um signatário deste manifesto junto com todos meus irmãos.

    Axé Babá Mi

    Yamatiara

    ResponderExcluir
  3. Pai Rivas, peço sua benção!

    Este manifesto expressa exatamente o que pensamos e praticamos como discípulos do Senhor.

    Obrigado por permitir publicá-lo no Blog Espiritualidade e Ciência. Mais um motivo de muita honra.

    Sou com sinceridade e coerência com meu Espírito signatário deste Manifesto.

    Axé Babá Mi!

    ResponderExcluir
  4. Sua benção, meu pai!
    Lindo manifesto! Quero – e preciso –, com muito orgulho e carinho, assinar junto com meus irmãos!
    Rodrigo Mariano

    ResponderExcluir
  5. Rendo meu preito de gratidão (eterna) ao meu Mestre por me receber como seu discípulo. E, por favor, peço sua benção!

    Ao Mestre, que é homem de realizações positivas em prol de todos os seres humanos; exemplo vivo, homem que sabe e faz, detentor do cetro da tradição espiritual, sendo sua manifestação encarnada, eu, seu filho espiritual Karatan, rendo-lhe minhas homenagens num pedido de vida longa, próspera e muito feliz ao Senhor e, ainda, conjuntamente com meus irmãos de santo, assino o presente manifesto.

    Axé Baba mi!

    Karatan

    ResponderExcluir
  6. Ao meu Mestre, agradeço a oportunidade de ser sua filha de santo, continuo aprendendo o que significa isso e espero que o Sr. me aceite em sua Casa Espiritual sendo sua aprendiz de ontem, de hoje e de sempre. Ao astral que me proporcionou o encontro com o Sr, meu Mestre de vidas, trabalharei para nunca decepcioná-lo como Pai que o Sr. é, meu Pai de Santo, meu Mestre, meu exemplo de feitos, de vivência e ética.
    Axé Baba Mi!

    ResponderExcluir
  7. Sua Benção Meu Pai. É com profundo respeito e enorme gratidão que quero juntar-me aos meus irmãos de santo e assinar este manifesto.Muito obrigada por tudo.
    Fárida L Pires - Yanarayá

    ResponderExcluir
  8. Subscrevo-o na totalidade, pois este manifesto reflete aquilo que vivo com nosso Mestre. Após estes anos de convivência, sou testemunha de seu empenho em prol: de nossa família planetária, das Religiões Afro-brasileiras e, claro, no fortalecimento de seus filhos espirituais. Com ele aprendo que viemos na terra para ganhar em todos os campos: afetivo, espiritual e material, inclusive, para conquistar verdadeiras amizades - terrenas e espirituais.

    Ao nosso Mestre, meu eterno preito de respeito e gratidão.

    Àxe Bàbá mi!

    ResponderExcluir
  9. Pai Rivas, peço sua bênção.
    Agradeço ao Senhor por permitir a publicação deste manifesto o que muito me honra. Agradeço também pela oportunidade do trabalho, este que me proporciona vivenciar o dia a dia do terreiro e perceber nele, as várias expressões e manifestações do Sagrado. Obrigado meu Pai pelo seu grande exemplo de amor e dedicação ao Astral e à humanidade. Axé Baba mi!
    Aratyara

    ResponderExcluir
  10. Como podemos questionar aquilo que é?
    Como questionar qualquer coisa se não sabemos nem de nós mesmos?
    Como sugerir condutas, se ainda não somos donos de nossas ações e tão pouco de nossas reações?
    Como impingir ao oceano, ser ora mar ora onda, se ele é sempre água?
    Como falar de tridimensionalidade se o Mestre nos sussurra aos ouvidos, palavras adimensionais e atemporais?
    Se qualificamos o vaso pelo seu vazio, como julgar as atitudes espirituais de um ser que já passou pela vida muitas vezes e possui com isso uma visão embasada na experiência.
    A iniciação começa e termina em nosso mestre, este é o verdadeiro fio de Ariadne para os que buscam entrar, sair e entender o labirinto do inconsciente (espírito).
    Para os que tem o discurso na ponta da língua e discorrem sobre a iniciação, cuidado!
    Para os que querem verdadeiramente a iniciação, reconheçam no seu mestre o ser humano, ou melhor o que se mostra profundamente humano, pois ele assim o faz para tornar objeto aquilo que é subjetivo, da mesma forma que nossos Orixás nos permitem antropomorfiza-los para chegarmos a eles com facilidade...
    O mestre querido eu conheço "nesta vida" a mais de trinta anos, e espero continuar a lutar juntos pelo ideal que um dia ele fez criar vida dentro de mim.
    Suas bençãos Maestro...
    Ygbere e Obaositala

    ResponderExcluir
  11. Sinto-me honrado em fazer parte da história das Religiões Afro-Brasileiras, que hoje, através do Pai Rivas se faz cada vez mais forte e respeitada.
    Quanto mais vivenciarmos o Sagrado, melhores são as condições de percebê-lo e é essa percepção que aos poucos, me faz compreender a importância do trabalho realizado dentro do templo e a importância de estar ao lado de um Mestre que orienta e mostra o caminho que seus filhos devem seguir.
    Agradeço diáriamente o Astral por me permitir fazer parte dessa corrente.
    Sua benção meu Pai...Axé
    Ricardo Briga

    ResponderExcluir
  12. Benção Meu Pai !
    Aranauam à todos os irmãos,


    Manifesto, nesta lista interna, minha adesão ao documento escrito, apesar de morar no RJ, espero poder estar presente para assinar também nesta Lista.

    O Pai Espiritual, deve estar presente em nossas vidas em todos os momentos, temos que buscar estar perto o máximo possível. É “Ele” que nos dará suporte para trabalhar com esse tão delicado meio de comunicação com o Plano Astral que se chama Mediunidade, através da vivência e nosso Pai Espiritual “ Mestre Arhapiagha”, respeita o momento de cada um de nós, mas nos alavanca através do ensinamento que dá passando pelos quatro pilares (Arte, Ciência, Filosofia e Religião) aproximando os saberes através da FTU, dos Ritos Públicos e Internos, do Centro de Cultura, Video-aulas, nos exemplificando e nos mostrando que “ Umbanda se faz e se traz”, através do Conhecimento, Respeito e Trabalho.

    A presença de um” Pai Espiritual de Lei e Direito”, em nossas vidas, nos dá a certeza que estamos caminhando para o lugar correto.

    Meu Pai , Mestre e Condutor Espiritual, peço tua benção, e agradeço tudo que venho aprendendo em minha caminhada através de tua Luz .

    Yaratacy

    ResponderExcluir
  13. Sua Benção Meu Pai

    Sou signatário deste manifesto. Apesar da distancia agradeço pelos ensinamentos e exemplos.

    Aramaty

    ResponderExcluir
  14. Sua Bênção, Mestre!
    Assino este manifesto com meus Irmãos, agradecendo por me receber sob seu Mandala!
    Axé Baba Mi!
    Yacyauara

    ResponderExcluir
  15. Bençao meu Pai.

    Agradeço pela benção em poder ver, aprender, viver e sentir o axé das religões afro brasileiras , espero poder retribuir com muito trabalho e dedicação esta benção. Obrigado!

    Yatamaran

    ResponderExcluir
  16. Yamaracy
    Sua Benção Mestre.
    Fico honra e feliz em ser sua discipula e seguidora das suas idéias e realizações. Este manifesto vem confirmar o amor e respeito que o Sr. tem por todos nós.
    Eternamente grata
    Yamaracy

    ResponderExcluir
  17. Muito obrigado, sim do jeito que aprendi com o Senhor Mestre, "Em Espírito,Alma e Verdade"

    Suas bençãos Mestre a todos nós

    Karamatan

    ResponderExcluir
  18. Axé Babá Mi

    Me faço signatária deste manifesto, como a expressão que me vai no mais fundo da alma.

    Certa de que nenhum milhonézimo de segundo vivido e passado debaixo do mandala de nosso Pai Rivas, durante todos esses anos foi em vão, todos, foram momentos que nos levaram à construções eternas.

    Sempre, sempre agradecida.
    Eternamente servidora de Tua Causa

    Yacybhava

    ResponderExcluir
  19. Benção Mestre.
    Me apresento como signatária desse manifesto.
    Aproveito para agradecer imensamente estar debaixo da iniciação que o Sr. oferece e também pela oportunidade de exercício de discipulado que dela provém.
    Foi e tem sido graças a essa iniciação que tenho melhorado como ser e ampliado minha consciência e visão sobre o que é a verdadeira espiritualidade.
    Que os Orixás possam na eternidade iluminar aquele que é um verdadeiro iluminado e que tem em sua vida a devoção às causas do astral superior verdadeiro hj, agora e sempre.
    Daquela que anseia pelo eterno discipulado,
    Yarananda

    ResponderExcluir
  20. Bênção Mestre,
    Como todos que já se expressaram sou signatária do manifesto e da verdadeira Iniciação, que como várias vezes já ouvi do Sr. é sinônimo de responsabilidade perante nós mesmos e de coletividade, que esta além das paredes de nossa casa, de nosso Templo...Bênção, Axé Baba Mi.

    ResponderExcluir
  21. Axé Babá Mi

    Manifesto com imensa alegria minha adesão ao documento escrito.

    Agradeço imensamente ao Senhor a oportunidade de ser seu discípulo e poder trabalhar, trabalhar e trabalhar em prol das Religiões Afro-Brasileiras.

    A cada ano, mês, semana, dia, hora, minuto, segundo debaixo da sua Mandala me faz com certeza ser um Ser Humano (Espiritual) melhor.

    Obrigado Mestre por existir.

    Suas bênçãos a todos nós

    Rodrigo Bueno

    ResponderExcluir
  22. Bençãos meu Pai!

    Saravá a todos os Irmãos!

    Antes de mais nada quero manifestar meu total e irrestrito apoio ao manifesto e assumir o compromisso de assiná-lo logo que esteja na FTU.

    Posso falar de minha própria vivência sobre os benefícios que um Discípulo de um Pai Espiritual com "Ordens e Direitos" outorgados pelo Astral Superior, recebe. Sou hoje, uma pessoa bem melhor do que era antes de conhecer Pai Rivas.
    O amor que tenho recebido, respeitando sempre, as minhas limitações, me faz mais forte, dia à dia.

    Acredito que todos devem se sentir assim.

    Vida longa a nosso Pai Rivas para que esse grandioso trabalho em prol das Religiões Afro-Brasileiras, da Sociedade com um todo e da Humanidade possa ter continuidade,

    Um Saravá Fraterno à todos,

    Yamaratanan (Pai Antonio Carlos)
    Discípulo de Mestre Arhapiagha (Pai Rivas)

    ResponderExcluir
  23. Benção meu Mestre!

    Um dia escrevi um livro " O Mestre iluminando consciência" neste livro disse que o mais difícil na iniciação é nos tornarmos discípulo. Quando se é discípulo não se perde o discernimento, mas se ganha discernimento. É este discernimento que nos faz permanecer discípulos, pois não crer em seu Mestre é não crer em si mesmo e na sua capacidade de discernir. Um dia fomos em busca do Mestre, lhe pedimos e esperamos seu aceite, seguimos suas orientações. Assim, não crer no Mestre é duvidar de sua capacidade é antes de tudo duvidar se si mesmo, pois fomos nós quem o procuramos. Na iniciação não se muda de ideia, mas sim, questiona-se se realmente se é ou não é discípulo. Discípulo que é discípulo não se perde no caminho. O meu Mestre nunca me disse ser um santo, mas sempre me disse que poderia retirar de mim o que eu poderia dar de melhor.

    Sempre bati e continuo batendo minha cabeça para meu Mestre. Eu tenho um Mestre eu tenho um grande Mestre. Sou feliz por ter quem me abençoe.

    Sua benção
    Yamaracyê

    ResponderExcluir
  24. Meu Pai, sua benção!
    Refiro-me a Meu Pai, pois, já não consigo mais distinguir o Pai carnal do Pai espiritual (Mestre).
    Durante algum tempo, em minha infância, diferenciava essa figura de Pai, com a de Mestre. Não sabia ao certo oque pensar, quando era meu Pai ou meu Mestre. Hoje eu sei.
    Meu Pai, obrigado por me aceitar na condição de seu filho espiritual, na qual estarei hoje se sempre. Que o senhor com sua sabedoria milenar me guie nesses caminhos da iniciação.
    Axé Baba Mi. Sua Benção Meu Pai.

    Yamani

    ResponderExcluir
  25. Benção Mestre!


    Com muito respeito e gratidão por ter me recebido nesta encarnação, manifesto a alegria de poder participar desta casa espiritual e ainda de ter o Sr. como meu PAI espiritual.
    Agradeço a sua paciencia e compreensão com a minha ignorancia!

    Deixo aqui resgistrado a minha adesão a este manifesto....


    Yaolosi

    ResponderExcluir
  26. Benção Mestre!
    Ao ler este manifesto, o qual assino embaixo,e as palavras de todos meus irmãos de santé,voltei rapidamente no tempo e relembrei o exato instante em que fui admitida no terreiro.
    Neste momento as portas do Templo se abriram para mim e então tive a oportunidade de adentrar em um mundo de felicidades e realizações. Agradeço ao Senhor por ter me dado a honra de poder fazer parte do universo das religiões afro-brasileiras.
    Tori bo mi Babá.
    Axé Babá mi.
    Feliz e honrada em ser sua discípula,
    Yaranacy.
    .

    ResponderExcluir
  27. Benção Mestre,

    outro dia comentava com um irmão de Santé o mundo de ensinamentos que nosso Mestre nos trás. Como era bom ter clareza na mente e visão crítica. E chegamos à conclusão que em lugar nenhum do mundo poderíamos ter tamanha fonte de conhecimento, tão ampla e profunda. Ainda podemos dizer que a vivência nos proporciona rever nossos conceitos, ver e viver a vida de outra maneira que não a que foi estabelecida pela sociedade.
    Ter encontrado um Mestre, é ter encontrado a lapidação de meu espírito.

    Aryashava

    ResponderExcluir
  28. Benção Mestre!
    Aranauan aos meus irmãos de santo.

    Sou signatária desse manifesto e acredito que momentos assim permitem que demonstremos nossa força e união além da oportunidade de refletirmos sobre nossa vida iniciática e atitudes perante a ela. Muitas palavras foram ditas, mas talvez as que mais me falam a alma são lealdade, transparência e responsabilidade individual e, principalmente coletiva. Aproveito para agradecer ao nosso Mestre por compartilhar, tão sabiamente, de seu axé, sempre tão vigoroso.
    Benção,
    Yacyrê.

    ResponderExcluir
  29. Felicidade...felicidade é poder ter a bênção de ser discípula de Mestre Arhapiagha...de ter tantos irmãos queridos...de poder vivenciar a espiritualidade tão intensamente!!
    Muito obrigada ao Astral por mais esta oportunidade de trabalho,ao meu Pai Espiritual por nos transmitir tanta sabedoria e por tanta paciência para conosco...obrigada,Mestre Yamatiara,companheiro amado nesta vida(e amigo espiritual antigo)que me encaminhou à OICD e me ajudou a encontrar meu Mestre...
    Sua Bênção,hoje e sempre,meu Pai!!!

    Yarashava.

    ResponderExcluir
  30. BENÇÂO MEU PAI A iniciação começa pela humildade em se saber que somos apenas um grão de areia no Universo;que somos todos iguais;e que devemos sempre agradecer aos Arashas pela oportunidade de termos um Mestre a seguir;com o qual podemos aprender a pensar;sentir;e agir.E dessa forma através de muito trabalho;dedicação e amor ao próximo;cultivando dentro de nós a paciência e benevolência; podermos despertar a nossa espiritualidade...Devemos sempre reconhecer que nada somos sem nosso Mestre;e que devemos sempre a ele: lealdade;respeito;obediência e devoção completa.Vida longo ao nosso Mestre.

    ResponderExcluir
  31. Sandro e Patricia2 de julho de 2011 01:14

    Benção Mestre! Saravá a todos!
    Gratidão eterna por um dia adentrarmos o santuário desta Casa e sermos recebido por um Mestre, que nos acolheu como filhos e nos ensina através do exemplo e devoção ao Sagrado. A Luz que nos guia e ilumina nossas vidas vem de ti Mestre, que pacientemente nos ensina com o respeito irrestrito.
    Somos FELIZES em sermos signatários deste Manifesto, somos FELIZES em sermos da família das religiões Afro-brasileiras e acreditamos que ela seja muito maior do que possamos definir em palavras.
    Assim, pedimos as suas bençãos.

    Sharambhava e Shandhranaya

    ResponderExcluir
  32. Sua Benção, Mestre.

    A existência de Mestre Arapiagha é "simplesmente" a prova viva da Luz Espiritual.

    É a prova viva da Espiritualidade Superior no Planeta, resgatando o Homem, conduzindo-o à sua Natureza.

    É a Prova Viva do Homem-Divino e do Divino-Homem.

    Meu total e irrestrito apoio ao manifesto mencionado.

    Axé Baba Mi!

    Taratanan.

    ResponderExcluir
  33. Sinto-me contemplada com as palavras expressas neste manifesto, certa de que estou no começo desta caminhada...
    Agradeço a nosso Mestre por nos fazer perceber a imensidão deste universo que compreende as religiões afro-brasileiras, eliminando qualquer sentimento de superioridade ou de exclusão.
    Agradeço por nos conduzir com tamanha sabedoria e paciência...
    Axé Baba Mi!
    Rosimeire Amorim

    ResponderExcluir
  34. Axé,Baba mi!!!
    Por mais que tentemos, é difícil expressar em palavras a importância e a magnitude de ser acolhida como sua discípula e ser agraciada pelo Astral com a oportunidade de caminhar sob suas bênçãos e sob as orientações de grandes Ancestrais ilustres! Na caminhada em busca de Ser, agradeço todos os dias pelo aprendizado e por estar em uma casa espiritual que prima por transmitir a seus discípulos o conhecimento de síntese, a louvação e a manipulação dos elementos da natureza, assim como a importância do Axé para a manutenção da vida.
    Sou signatária do manifesto e conclamo todos os nossos irmãos a também o fazerem, Axé, Babá mi,que suas bênçãos acobertem a todos nós, sempre!!!!!
    Ayobolayá

    ResponderExcluir
  35. Valéria Lopes Ribeiro2 de julho de 2011 11:53

    Axé Baba Mi. Bençãos mestre querido.

    Assino este manifesto junto aos meus irmãos.

    Nos olhos de nosso mestre vejo um oceano profundo. Enquanto inicio o mergulho, ele esté lá, nas águas mais rasas. Quando mergulhar mais profundo, seguirei sua luz. E quando nas águas mais profundas penetrar, nos reencontraremos em Espírito e Verdade.

    Agradeço eternamente ao nosso mestre. Que possamos sempre estar sob suas Bençãos.
    Grande e carinhoso abraço a todos meus queridos irmãos.

    Axé Baba Mi

    Valéria

    ResponderExcluir
  36. Benção querido Mestre de hoje e de outros tempos.

    Agradeço a oportunidade de vivenciar este caminho lindo das Religiões Afro-brasileiras ao seu lado e ao lado de todos os irmãos de santo.

    Assino o manifesto de corpo e alma.

    Arthur

    ResponderExcluir
  37. Benção Mestre,

    Venho aqui por meio deste tentar descrever o sentimento e a satisfação de ter a oportunidade de estar sob os olhares de um Mestre. Palavras me faltam nessa hora. A sucinteza é algo que creio não ser possível ao se tratar de um assunto de extrema importância em minha vida. O mínimo que eu posso dizer é: Obrigado. Essa oportunidade é única e devido a isso não irei desperdiça-la e pretendo continuar o resto da vida sob as bençãos de nosso Mestre.

    Benção,

    Yapury

    ResponderExcluir
  38. Benção meu Pai.
    Agradeço muito por iniciar-me na vida do santo, a qual não vejo somente como uma religião, mas sim como o sentido da minha vida. Sinto-me muito honrada por ser sua filha carnal e principalmente de santo. A convivência, o aprendizado, a fé , e tudo o que o Senhor sempre fez questão de ensinar-me, assim como a todos, aumenta a cada dia o meu amor, a minha felicidade e meu prazer de ser sua discípula e de fazer parte desse mundo mágico das religiões afro-brasileiras.
    A gratidão por tê-lo como pai e como Mestre é imensa.

    Sua Benção.
    Thétis Rivas

    ResponderExcluir
  39. Axé BaBa Mi.
    É com grande alegria que assino este manifesto.E aproveito meu Pai para agradece-lo em me aceitar como vosso filho espiritual, pelo trabalho, pela vivência nas religiões afro-brasileiras.Me honra ser teu discípulo !
    Sua Benção hoje e em todo meu caminhar.

    Gustavo Leite

    ResponderExcluir
  40. Mestre, mesmo sabendo que sempre sou abençoado, peço-lhe as suas bênçãos, pelo coração. Passei dezoito anos da minha vida, mais precisamente de 1973 a 1991, procurando um Mestre.Sem saber profundamente o que realmente representava ter um Mestre espiritual,entreguei-me com alegria e júbilo. É verdade que demoro a entender a maioria dos ensinamentos que o senhor nos passa, mas aos poucos consigo absorvê-los e perceber as mudanças que vão ocorrendo em minha vida em todos os sentidos. Obrigada, Mestre, pela sua paciência e bondade que sempre teve comigo e, tenho certeza, tem com todos os meus irmãos espirituais que tenho como família. Espero viver sob sua Mandala até o meu último dia desta encarnação. Suas bênçãos, meu Pai! Axé Baba Mi! Aratyê

    ResponderExcluir
  41. Sua bênção meu PAI!

    Obrigada por me aceitar como sua filha espiritual, e transformar a minha vida!
    Obrigada por acreditar em mim e me proporcionar tantas oportunidades de crescimento!
    Obrigada por me ensinar o sentido da vida e do destino!
    Axé BABÁ MI.
    Que os ORIXÁS o abençoe agora e sempre...

    Sua filha,

    Meu apoio ao manifesto.
    Adriana Pontes Lourenço

    ResponderExcluir
  42. Benção Mestre, Axé Baba Mi,

    As coisas as vezes ficam bastante difíceis, passamos por algumas tormentas que são muito doloridas. Mas quando elas passam, vem uma paz e uma alegria sem fim.
    As minhas ainda não acabaram, não vejo a hora que cessem... Mas, tenho a certeza que só conseguirei vencê-las, sem o barco virar, se estiver junto com o senhor.
    Sei que as tormentas não são só minhas, são as dores de toda a humanidade, mas tenho certeza que as-venceremos !
    Salve sua força Mestre, sua luz, sua sabedoria milenar, seu amor e sua misericórdia infinitos !!! Loas aquele que é vencedor e faz de seus filhos também vencedores !!!

    De sua filha,sempre,
    Fernanda R

    ResponderExcluir
  43. Tua Bênção, Mestre!
    Registro meu apoio ao Manifesto, que esclarece, de modo cabal e definitivo, que a Inclusão Total pressupõe, necessariamente, tratamento igualitário a todas as pessoas. O compromisso planetário de Tua Tarefa é incompatível com qualquer tipo de preferências, inclinações e privilégios, e mesmo com aqueles que seriam aceitos pelo senso comum, como os laços genético-biológicos, por exemplo.
    Meus respeitos ao senhor, que é exemplo vivo e perene de Espírito Vitorioso, aquele que não perde nunca o seu foco e que, julgando insuficientes as palavras, dedica inteiramente sua vida às realizações que sempre beneficiam o mundo...
    Pedindo novamente Tuas Bênçãos, sempre respeitosamente, subscrevo o Manifesto e este comentário...
    Itarayara

    ResponderExcluir
  44. Sua bênção Mestre,

    É com muita alegria que assino este manifesto. Alegria que me invadiu desde o primeiro dia em que pisei em sua casa, da qual nunca mais tive vontade de sair. Um lugar onde renasci como pessoa e cada dia tenho a oportunidade de me conhecer ainda mais.
    Mais que um Mestre, algo que sempre procurei, encontrei Felicidade e Cura!
    Sou feliz por ter um Mestre com tamanha capacidade de realização, o que reflete em nossas vidas profundamente.
    Espero ser digna de trabalhar em sua casa e vivenciar cada vez mais as religiões afro-brasileiras.
    Minha eterna gratidão,

    Rosangela Paiva Verderame

    ResponderExcluir
  45. meu mestre , meu pai
    A forma como conduzia a minha vida antes de reencontra-lo , me geravam sofrimentos diversos...
    Agradeço por me amar, porque se posso expressar um nome para o sentimento é esse AMOR.
    Andréia

    ResponderExcluir
  46. Agradeço de corpo e alma e de coração pela oportunidade de ter chegado aqui na Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino.
    Agradeço pelas bençãos de estar em sua mandala com os meus irmãos.
    Fico feliz de participar deste momento e de assinar este manifesto.
    Sua benção, Mestre!
    Axé Baba Mi
    Aldenir

    ResponderExcluir
  47. williams alberto da silva4 de julho de 2011 21:20

    Suas bençãos nosso mestre!
    Sou muito feliz por participar desse trabalho que o senhor realiza.
    Agradeço as oportunidades de aprendizagem espiritual e de voltar a estudar.
    A parte do manifesto que mais me emocionou foi a que mostra que todos são iguais.
    Suas bençãos
    Williams Alberto da Silva

    ResponderExcluir
  48. Suas bençãos nosso mestre!
    Sou muito feliz por participar desse trabalho que o senhor realiza.
    Agradeço as oportunidades de aprendizagem espiritual e de voltar a estudar.
    A parte do manifesto que mais me emocionou foi a que mostra que todos são iguais.
    Suas bençãos
    Williams Alberto da Silva

    ResponderExcluir
  49. Não existem distâncias entre Mestre e discípulo, pois tempo e espaço são percepções relativas para um relacionamento uno. Não assino esse manifesto aqui e agora, porque ele sempre esteve assinado, na minha mente, na minha alma e no meu coração.

    Suas bençãos
    Tshumanara

    ResponderExcluir
  50. É Fantastico o que aprendo a cada oportunidade de trabalho durante os ritos. No silêncio, nos pontos cantados, mantras, orikis, na dança e na presença de todas as entidades em ritos, que me iluminam e ajudam a descobrir na caminhada a iniciação. Devo muito a Pai Rivas meu Mestre. Eu preciso do mesmo tempo de discípula e muito mais para agradecer o muito que recebi nesses nesses anos todos. Vida longa a Pai Rivas e a todos seus filhos.
    Àse Baba Mi
    Yabacyara

    ResponderExcluir
  51. Sou feliz em plenitude, tenho a quem pedir bençãos e a certeza de ser abençoado, justifico, como discípulo acolhido pelo Pai Rivas, insigne MESTRE aprendi a como ser um Homem que despertou para a realidade espiritual, seus ensinamentos e orientações sempre exemplificados me permitiu adentrar no caminho da iniciação, pois sempre ensinou o saber, o viver e o fazer não somente para ser aplicado na primeira pessoa, ou seja, "eu" mas principalmente para toda a coletividade planetária. Já se transcorreram quase vinte e dois anos em que através de suas mãos fui aceito e recebido como discípulo, iniciado e consagrado sacerdote. Assim, firmo o compromisso da fidelidade e responsabilidade pela confiança em mim depositada, sou lhe eternamente grato, ratifico o manifesto da qual sou signatário.

    Sua benção

    Tashanan

    ResponderExcluir
  52. Perguntado certa vez sobre o que era ser discípulo, respondemos inicialmente que éramos apenas como o reflexo do Sol no mar: inconstante demais para dar nitidez à perfeita luminosidade que se projeta nas águas e que, se o Sol é nosso mestre, o mínimo que podíamos fazer para refletir sua imagem era procurarmos ser alguém melhor do que fomos, um mar de boas navegações, apesar de toda distorção provocada por nossas ondas e marés interiores. Dissemos ver nosso mestre como o oleiro, que fabrica vasilhas diferentes do mesmo barro. Ele vê a todos da mesma froam, mas sabe que cada uma das vasilhas que produz terá um destino, uma servirá para leite, outra para comida, outra para plantas, outra para água... não vê diferença no barro que utiliza, mas sim no modelo que mudará segundo as circunstâncias. Assim, o mestré é o mesmo para todos, porém não se manifesta do mesmo modo para todos. Para ser iniciado, é preciso paciência - a maior das virtudes -, é preciso esperar pela estrela que ainda não está completa e pela alma sem medo que um dia surge através dos olhos de um pai verdadeiro, que são como um crista sem névoa. O iniciado reconhece seu mestre, em pleno silêncio e em tudo que diz. Reconhece o mistério que se cala. Sempre pedimos-lhe as bençãos, nosso mestre, hoje e sempre!

    Obashanan e Yatacyara

    ResponderExcluir
  53. Benção, Mestre!

    Sou signatária deste manifesto e agradeço profundamente pelo aprendizado que tenho recebido ao longo desses anos... Pelo aumento da visão de mim mesma, do 'outro' e do grande mundo que nós, seres espirituais, vivemos.

    Axé Babá Mi!

    Sandra

    ResponderExcluir
  54. Sua benção Mestre!

    Agradeço por ter encontrado não somente o Mestre, mas também o Mago o Sacerdote e o Médico que atua na nossa cura em todos os níveis espirituais, mentais, físicas e outras.

    Sou eternamente grato, muito obrigado!
    Anselmo

    ResponderExcluir
  55. Bênção Mestre!

    Nesta vida, nunca havia pensado que teria um Mestre Espiritual. Hoje, não me vejo vivendo sem Mestre Yamunisiddha Arhapiagha, Pai Rivas.

    Por misericórdia do Astral, por necessidade, por mérito, etc., por qual motivo seja... Somente quem tem um Verdadeiro Mestre Espiritual é agraciado e tem que aproveitar essa oportunidade! Quem verdadeiramente tem, quem é verdadeiramente discípulo entende a importância de tê-lo.

    Ter Pai Rivas como Mestre Espiritual é ser agraciado duas vezes!!!

    Bênção Venerável e Honrado Mestre!

    Venerável não como um santo, um ícone ou pela subserviência que Lhe devemos. Venerável pelo Seu valor espiritual, pela Sua missão sacrificial de estar entre nós e pelos ensinamentos que nos transmite e transmitirá!

    Honrado não pela moral ou convencionalismo do mundo carnal. Honrado pelo compromisso que seu Espírito tem com o Astral e com nossos espíritos, que precisam ainda de muitas encarnações, ajudando-nos sempre!

    Que nas próximas vidas tenha a oportunidade de ter Pai Rivas como meu Mestre Espiritual!

    Agradeço imensamente a oportunidade e tento ser merecedor nesta e possibilitar a mesma oportunidade nas próximas vidas.

    Em espírito, sou signatário do Manifesto. Em matéria, estou fora de São Paulo, mas assim que possível, assinarei.

    Vivekara

    ResponderExcluir
  56. Com a benção e Agô de meu Pai e Mestre Arhapiagha/Rivas Neto, que vem orientando, cobrindo e protegendo meus passos na senda da espiritualidade, ratifico e subscrevo os termos do manifesto lançado por meus irmãos de fé, na esperança de poder melhorar e aperfeiçoar, a cada dia, minha existência.
    Como disse Mestre Tashanan, nossa força está em nossa união na crença dos mesmos princípios e fé.
    Luz na mente e paz no coração, sempre!

    Yaratá - discípulo de Mestre Yamunishida Arhapiagha

    ResponderExcluir
  57. Rosa Quaresma (Yataracy)6 de julho de 2011 18:53

    Agradeço ao Astral todos os dias por ter me levado até nosso mestre, que me ensina a vivenciar o AXÉ. Obrigada, Baba, por ter me recebido em sua casa, me tirar da ilusão para viver a Realidade.
    Sua bênção, Yataracy.

    ResponderExcluir
  58. Ele é o Astro cujo fulgor alcança a todos. Alguns sentem-se ofuscados, por isso, não conseguem observá-lo e entendê-lo, mas aqueles que o amam conseguem aproveitar a claridade que ele deixa em nossos caminhos. Axé Baba mi, seguirei agora e sempre sua trajetória.
    Yraguanan.

    ResponderExcluir
  59. Sua bênção meu Pai e Mestre Araphiaga
    Aranauam
    É com grande alegria que manifesto meu respeito, carinho e admiração por meu pai espiritual, tenho orgulho de ser Umbandista e de ter a nosso pai Rivas como guia espiritual e de vida.
    Também agradeço a recepção de todos meus irmãos da Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino e em especial a nosso mestre, que com suas palavras e clareza, nos encaminha para desenvolver mais nossos espíritos, MUITO OBRIGADO PAI E MESTRE.
    Sou feliz de ter ao senhor como mestre espiritual e desejo que toda aquela felicidade seja estendida a todos os irmãos planetários.
    Muito Axé!!
    Um grande Saravá
    Jose

    ResponderExcluir
  60. Assino este manifesto com enorme gratidão pela oportunidade do Astral Superior por estar debaixo de sua mandala.

    Axé Babá Mi!
    Neto Espiritual

    ResponderExcluir
  61. Nosso Mestre é o que faz o que sinto e o que vivo fazerem sentido. Mostra-me que o plano superior está sempre presente, não importa por quais experiências passamos. Quando ajoelho no congá para saudar as entidades que nos dão a misericórdia de vossas presenças, agradeço a bênção de ter a oportunidade de encontrar nosso Mestre nessa encarnação e mesmo tendo dificuldades de absorver todo o ensinamento que ele nos passa, eu sei que ele nos dá seu axé e nos ensina a capturá-lo e mantê-lo para vencermos as dificuldades que colocamos ou encontramos em nossa caminhada, pois o amor que ele tem por todos seus filhos é sem dimensão.

    Axé Babá Mi!

    Agradeço em nome de todos pelo seu amor e dedicação!


    Osiodara (Thays Quaresma)

    ResponderExcluir