quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Faculdades de Teologia - Promovendo saberes acadêmicos e espirituais


No contexto acadêmico, a FTU tem se posicionado de forma favorável de que o eixo central das Faculdades de Teologia seja genérico. Que os cursos de Teologia sejam realmente investidos de caráter universitário, com senso crítico e autocrítica apurados.

Para possuir este requinte de excelência acadêmica é preciso alguns requisitos básicos. O mais importante é possuir uma iniciação científica e, a partir dela por intermédio de várias linhas de pesquisas, produzir saberes e, porque não,fazeres.

No viés específico da FTU faz-se necessário promover o diálogo endógeno (intra-religioso – com as várias Escolas) e o exógeno (de importância capital) com outras Teologias confessionais e não confessionais. Promove o diálogo como modelo de inclusão e interação, facilitando e promovendo maior porosidades e porias várias entre as “Teologias”.

Para a realização dessa missão precisa pensar não só na Teologia ou Filosofia, mas principalmente em aspectos epistemológicos e éticos, promotores do eixo fundamental de diálogo entre a Teologia nas suas várias vertentes e com outros pilares do conhecimento (Filosofia, Arte, Ciência e Religião).

Os conteúdos curriculares da FTU contemplam o diálogo interdisciplinar, o qual amplia a visão do futuro teólogo, que necessita possuir amplo conhecimento das ciências sociais (sociologia geral e sociologia da religião), econômicas e políticas e suas interações no mundo na pós-modernidade.

A seguir resumidamente citamos algumas disciplinas complementares ou optativas (além das do núcleo interdisciplinar) como forma de interface com a Teologia, Biologia, Psicologia, Antropologia e Direito entre outras.

É importante a necessidade do eixo lingüístico, pois religiões afro-brasileiras (40 a 50% do curso) têm como língua fundamental o português, pois nasceu em terras brasileiras. Contempla-se o inglês principalmente o instrumental para melhor posicionamento e atuação na produção de conhecimentos científicos. Neste eixo haveremos de evocar os aspectos hermenêuticos (hermenêutica) tão necessários para compreender-se o colorido mosaico das religiões afro-brasileiras.

Esperamos com esta sinopse das atividades curriculares mínimas da FTU que o leitor aquilate que privilegiamos as disciplinas que possuem interface com a Teologia , e permitem entender como se processa o desenvolvimento das religiões afro-brasileiras e as demais Teologias, todas elas merecedoras de amplo e irrestrito respeito.

Isto é o que temos desenvolvido. É o início do processo (sete anos de atividades) em que buscamos aperfeiçoar o currículo, ensino e pesquisa, mas também desejamos a união sincera e fraterna entre todas as Teologias. Devemos possuir um núcleo comum de ensino, universal, ensinado em todas as faculdades credenciadas pelo MEC.

No término, não podemos olvidar a necessidade do diálogo constante, sem afobações, sem paixões, mas onde prevaleça o bom senso, a auto crítica e o respeito ao outro como a nós mesmos. Assim, estaremos construindo uma Teologia mais consciente e com atividade isonômica no âmbito da Educação brasileira, a qual necessita ser aperfeiçoada, modificada, sem traumas, mas com determinação, e união de esforços de todos.

Nas despedidas, queremos dispensar bênçãos de paz e luz a todos os confrades das diversas Teologias; a todas as filosofias; a todas as artes e a todas as ciências, a todos os credos, aos agnósticos, a todos os irmãos planetários. Axé!

Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá

Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico

Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”

Publicação 94

Nenhum comentário:

Postar um comentário