quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Recorte Histórico


A História da Umbanda não começou quando entrei nela, e muito menos terminou, mas estou nela há mais de 50 anos.

“Nasci” no culto de nação africano e por lá permaneci até 1962. Tive a honra de conhecer Pai Ernesto de Xangô, discípulo, filho de santo do babalawô Manoel do Bonfim. Pai Ernesto de Xangô era profundo conhecedor do Mereerindinlogun (owos-búzios), mas segundo ele os mistérios de Orumilá-Ifá estavam nos odus, e estes, só eram levantados no opele ifa ou no oponifá.

Da roça de Pai Ernesto, saí em boa paz e aí também conheci sua famosa encantaria. Nela tive contatos com Mestre Serapião, Mestre Surrupira e tantos outros mestres e caboclos encantados, aos quais sou muito grato pelos ensinamentos.

Na Umbanda, iniciei minha atividade ainda em 1962, e para resumir não posso esquecer de dois médiuns portentosos com quem convivi, muito aprendi e fui iniciado, sendo coroado em 1968 após 7 anos de vivências várias e obrigações próprias e afins à Umbanda.

Os médiuns eram: Antonio Romero (Sr. Toninho), médium do poderoso caboclo Pedra Branca com o qual tive a honra de conviver e presenciar verdadeiros “milagres”.

O outro, não menos importante, e que mantenho até hoje amizade e respeito é Roberto Getúlio de Barros, médium ímpar do também poderoso caboclo Guarantan.

Ainda em 1968, já sacerdote de Umbanda, fundei o primeiro templo nos fundos da casa de meus pais, no Ipiranga. Ali permaneci até 1970; depois transferi o templo para a via Anchieta, 308, edificando a Seara de Umbanda do caboclo Arruda e caboclo Urubatão da Guia.

Somente em 1971 conheci Pai Matta – W. W. da Matta e Silva, e a partir de então comecei a seguir seus fundamentos, os da Umbanda Iniciática ou Esotérica. Em 1978, fui iniciado em Itacurussá como Mestre de Iniciação do 7º grau, após vivência templária de 7 anos (fui iniciado e não formado em cursos).

Entre as muitas pessoas que lá conheci, quero agora citar Mãe Salete, esposa de Pai Matta, pois o vídeo que ora disponibilizamos mostra as imagens do casamento de seu neto Glauco que conheci na TUO - Tenda de Umbanda Oriental, em Itacurussá.

Este vídeo que mostra eu oficializando o casamento de Glauco e Renata, em Volta Redonda - RJ, inicia a série de arquivos históricos que postarei com a finalidade de constatar e sustentar a História de nossa Raiz espiritual que continua e continuará mesmo quando eu deixar esta dimensão.

Espero estar demonstrando, como Mestre-Raiz da Umbanda Esotérica, a mim estendida por Pai Guiné de Angola, atualmente refundida e renovada (a espiritualidade não pára), que a história independe de mim, ou de outros, ela simplesmente existe, queiramos ou não. Para breve demonstrarei todos os fatos históricos comprobatórios que independem de hermenêutica. Contra fatos, não há argumentos. Meninos eu vi e vivi... A História demonstrará, aguardemos... Axé!






Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá

Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico
Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”
Publicação 69



Nenhum comentário:

Postar um comentário