quinta-feira, 19 de agosto de 2010

História da Umbanda – Zélio de Moraes não foi o fundador da Umbanda

Gostaríamos de destacar o seguinte trecho da gravação que fizemos com a família Moraes em 1991:

“Dona Zélia: (...) Papai ficou doente e teve que recorrer à Umbanda, porque era uma doença mais espiritual. Mas meu avô não aceitava. (...)

Pai Rivas: Não querendo interrompê-la, mas a senhora disse que ele recorreu à Umbanda. Como assim recorreu?

Dona Zilméa: A uma rezadora.

Dona Zélia: A uma rezadora.

Dona Zilméa: Cândida.

Dona Zélia: Era uma preta que trabalhava com Tio Antônio, mas não tinha centro, não tinha nada. Ela trabalhava num quarto. Era uma espécie de rezadeira. Achávamos que aquilo...

Pai Rivas: Ela trabalhava como uma entidade?

Dona Zélia: Chamada Tio Antônio

Pai Rivas: Tio Antônio, perfeito.

Dona Zélia: Nós achávamos que aquilo já era uma manifestação da Umbanda. (...)”

Nisto concordamos com a Academia. A formação da Umbanda se deu por um processo coletivo e não individual. Não existiu dia, hora ou local para a Sua fundação.

Para maiores detalhes, sugerimos a aula que proferimos na FTU:

Vídeo Aula 017 - Religiões Afro-Brasileiras - Interação das três matrizes formadoras do povo brasileiro e da Umbanda. Disponível em: http://www.ftu.edu.br/Site/assisteVideoAula.php?id_tv=8

Umbanda History - Zélio de Moraes was not the founder of Umbanda

We would like to emphasize the following fragment from the recording we did with the Moraes family in 1991:

"Miss Zélia: (...) Dad got sick and had to appeal to Umbanda, because it was a spiritual disease. But my grandfather had not accept. (...)

Father Rivas: Don’t want to interrupt you, but you said he appealed to Umbanda. How he did so?

Miss Zilma: He went to a prayer.

Miss Zélia: He went to a prayer.

Miss Zilma: Cândida.

Miss Zélia: It was a black woman who worked with Uncle Antonio, but she had no temple, or nothing like this. She used to work in a bedroom. It was a kind of prayer. We thought that...

Father Rivas: She worked with an entity?

Miss Zélia: Yes. It was called Uncle Antonio

Father Rivas: Uncle Antonio, perfect.

Miss Zélia: We think that it was already a manifestation of Umbanda. (...)"

In this point we agree with the Academy. The formation of Umbanda was characterized by a collective and not an individual process. There was no day, time or place for its foundation.

For more details, we suggest a class we had in FTU:

Video Aula 017 - Afro-Brazilian Religions - Interaction of the three arrays that form the Brazilian people and Umbanda. Available at: http://www.ftu.edu.br/Site/assisteVideoAula.php?id_tv=8




Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá

Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico

Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”

Publicação 65

Nenhum comentário:

Postar um comentário