quinta-feira, 24 de junho de 2010

Terapia do Transtorno de Tourette

Os tiques são definidos como contrações musculares rápidas e repetitivas resultando movimentos ou vocalizações percebidos como involuntários. O transtorno de tique mais conhecido e mais grave é a síndrome Gilles de La Tourette, também conhecida como transtorno de Tourette.

TRATAMENTO

1. Farmacológico

- Os antagonistas dos receptores de dopamina de alta potência – haloperidol, trifluoperazin e pimozida, reduzem os tiques de forma significativa.

- Risperidona (antogonistas da serotonina – dopamina)

- É promissor, merecido mais observação os antagonistas: alfa-2 adrenérgico – clonidina e guanfacina.

Psicoterápico

- Pedagógico – educacional

Familiares, professores e colegas às vezes interpretam os tiques de forma equivocada como comportamentos intencionais, fazendo com que a criança seja tratada como se tivesse um problema “comportamental”, o que é irreal.

A família, em especial os pais, devem ter uma educação abrangente sobre o transtorno de modo que as crianças não sejam punidas por seus tiques.

TRATAMENTO NA VISÃO DAS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS

1. Associar metodologia usada com a proporcionada pela medicina acadêmica (alopatia ou homeopatia)

2. Terapia vegeto magnética

2.a. Banhos de descarrego

2.b. Banhos com ervas “frias”

2.c. Defumações condizentes

2.d. Garrafadas preparadas por quem saiba fazê-lo

2.e. Ervas frias frescas no travesseiro; ervas frias frescas sob o lençol; usar durante 7 dias e trocar refazendo o processo.

As ervas usadas serão descartadas num rio caudaloso.

2.f. Abô

Para quem tiver a possibilidade, deixar numa quartinha pequena de barro um pouco de abô do fundamento do templo próximo onde o indivíduo dorme. Não é para tomar banho, muito menos beber, é só deixar próximo e os efeitos, as emanações curativas e rituais propiciam a melhora.

3. Terapia do Diálogo

Na medida do possível levar o indivíduo ao templo e deixá-lo “passar” por uma entidade incorporada. É bom que os pais também se submetam ao tratamento, pois atua nos aspectos sobrenaturais, afastando os antagonistas (espíritos contrários que atuam decisivamente no processo).

Os outros aspectos alhures citados tem seu valor, todavia os citados são os mais condizentes segundo nossa visão.

Como também falamos de aspectos “terapêuticos” das religiões afro-brasileiras, estamos entregando a todos um vídeo que versa sobre o poder curativo e magístico da música, do canto e da dança, que se expressam nos milhares de terreiros do Brasil afora. Esta terapia demonstrada no vídeo não desdenha de outras, em verdade de nenhuma pois todas são terapias. Axé!



Aranauam, Motumbá, Mucuiú, Kolofé, Axé, Salve, Saravá
Rivas Neto (Arhapiagha) – Sacerdote Médico
Ifatosh'ogun "O sacerdote de Ifá que tem o poder de curar”
Publicação 48

Nenhum comentário:

Postar um comentário